Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

terça-feira, 3 de abril de 2018

Câmara requer informações sobre empregabilidade no Porto

A empregabilidade no Complexo Portuário do Açu foi destaque na sessão da Câmara de São João da Barra nesta terça (3). Por meio de requerimento assinado por todos os vereadores, o Legislativo solicita que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico informe a quantidade de funções absorvidas pelas empresas que prestam serviço ao porto e qual é o relacionamento do setor com a empresa Andrade Gutierrez – que vai construir a termelétrica – sobre a mão de obra local e suas contratações.

Segundo os parlamentares, é constante o número de reclamações de sanjoanenses que não conseguem vaga de trabalho no porto, e o objetivo do requerimento é tentar reverter esse quadro. O presidente da Casa, Aluizio Siqueira (PP), chamou atenção para as informações fornecidas, esta semana, pela Andrade Gutierrez ao Balcão de Empregos do município. “Consta aqui que ela já contratou 75 pessoas, sendo que desses 75, apenas 26 são moradores de São João da Barra. Isso é muito pouco; precisamos buscar mais espaços para os sanjoanenses”, observou Aluizio. Outros 10 munícipes estão em processo de contratação pela empresa. Os demais vereadores também acharam baixo o índice. “Esse porto só está preocupado com o lucro”, disse Gerson Crispim (Gersinho/SD).

Demais matérias aprovadas – Ronaldo Gomes (PROS) solicitou à Secretaria de Transportes, a colocação de asfalto na rotatória próxima ao trevo do Cuíca (Atafona). Ele também solicitou a reposição de lâmpadas queimadas nos postes da Cehab e os que ficam em frente ao comércio do senhor Dinei, na Beira Rio (Atafona). Entre as indicações aprovadas e destinadas ao Executivo, Gerson Crispim (Gersinho/SD) propôs a construção de um campo futebol society em Palacete e de um muro ao lado da praça de Cazumbá.

Franquis Arêas (PR) sugeriu a colocação de guardas municipais e cones na BR-356 em Degredo e nas proximidades da escola ali existente. Franquis também pediu a permanência de guardas para realizar a ronda em todo o município. Alex Firme (PP) propôs a construção de um abrigo (canil) para os animais de rua. Ele também solicitou a realização de serviços de urbanização completa, drenagem e calçamento nas ruas de Chapéu do Sol.

Por fim, o plenário aprovou o projeto de lei nº 016/2018, de autoria do Executivo, que altera a redação do artigo 1º da Lei Municipal nº 513/2018 (sobre a revisão geral anual para os servidores públicos municipais efetivos) para incluir na legislação, os servidores públicos admitidos antes da promulgação da Constituição Federal de 1988 e que permanecem vinculados ao município. Com isso, esses profissionais também terão o direito de receber os 5% de aumento em seus salários.

Fonte: CMSJB


0 comentários: