Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Ciclistas sanjoanenses disputam Campeonato Brasileiro

Com apoio da prefeitura de São João da Barra, atletas da Associação Ciclística Sanjoanense (ACS)/Equipe Lucia Aranha, irão participar, nesse final de semana, na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, do Campeonato Brasileiro de Ciclismo Master, uma das principais competições da modalidade no país. As disputas serão nas provas contra relógio, no sábado, 01, e estrada, no domingo, 02, com os ciclistas percorrendo os 125 do circuito.

Ao todo São João da Barra será representado por 14 atletas, sendo três oriundos da Escolinha de Ciclismo desenvolvida pela ACS e que integram a categoria iniciante. Um desses novatos é Rodrigo Rocha, que mantém 100% de aproveitamento nas competições concluídas em 2015.

– Estamos na expectativa pelo bom desempenho de nossos atletas em Juiz de Fora. Em relação ao Rodrigo, a confiança é que ele repetida em Minas e na prova do Santíssimo Salvador, no dia seis de agosto, em Campos dos Goytacazes, o excelente desempenho das competições que disputou até agora, chegando ao lugar mais alto do pódio em todas – destacou o presidente da ACS, Ricardo Sá.

O êxito dos de ciclistas sanjoaneses, de acordo com o vice-presidente da ACS, Leonardo Viana, fica evidente nas posições ocupadas nos rankings Capixaba, Carioca, Mineiro e Brasileiro. “Em cada um desses rankings, temos atletas nossos nas 10 primeiras posições em diferentes categorias”.

Escolinha - Para ser aluno da Escolinha, o presidente da Associação Ciclística Sanjoanense, Ricardo Sá, explica que é necessário ter mais de 14 anos. Os frutos, segundo ele, vem sendo colhidos com os resultados obtidos pela nova geração de ciclistas, incluindo um bicampeonato brasileiro de estrada e a conquista por três vezes do Estadual.

Fonte: Secom - SJB



Comerciante agredido em assalto no Centro de São João da Barra

Um comerciante foi agredido após ser assaltado em seu próprio estabelecimento por volta das 14h40 desta sexta-feira, 31, na Avenida Rotary, Centro de São João da Barra.

De acordo com imagens da câmera de segurança, um homem usando capacete, vestindo calça jeans e blusa azul entrou no comércio rendendo o proprietário conseguindo roubar um cordão e uma pulseira.

O comerciante disse que uma outra ação aconteceu no mês passado, mas sem êxito.

A polícia já usa imagens de segurança na tentativa de localizar o assaltante que conseguiu fugir em uma motocicleta.

O caso foi registrado na 145ª Delegacia de Polícia de São João da Barra.

Fonte: Parahybano

Foto: Elder Amaral – Parahybano


Concluída capacitação para microempreendedores em SJB

Realizada durante quatro dias, a oficina “Capacitações gratuitas para o microempreendedor individual” deixou como saldo muitas informações que servirão como ferramentas para que empreendedores de São João da Barra aprimorem a gestão financeira de seus negócios. A realização foi do Sebrae em parceria com a secretaria de Trabalho e Renda e a entrega dos certificados aconteceu na noite de quinta-feira, 30.

Dividido em quatro etapas – “Sei Planejar”, “Sei Comprar”, “Sei Vender” e “Sei Controlar Meu Dinheiro” – o curso foi, segundo a consultora do Sebrae e palestrante, Conceição Macedo, de extrema importância para os participantes, que saíram de lá com outro pensamento sobre gestão financeira.

“Eles adquiriram novas capacidades, como a administração e o planejamento de vendas, o estudo de preços e prazos na hora das compras, controle financeiro e fluxo de caixa. Foram dias de aprendizado e interesse mútuo”, ressaltou.

Uma das participantes, a cabeleireira Maria da Penha Machado se disse muito satisfeita com o curso. “Agradeço muito a oportunidade de me especializar e entender mais um pouco sobre gestão financeira. Recebi dicas preciosas para concretizar no meu serviço”, disse.

Para o secretário de Trabalho e Renda, Luiz Paulo Madureira, a parceria com o Sebrae é mais uma ação da prefeitura visando qualificar e proporcionar aos munícipes oportunidades de crescimento.

“O objetivo para que o empreendedor aprendesse técnicas e estratégias que o ajudem a lidar com o dinheiro foi alcançada e todos saem satisfeitos. Este foi mais um curso feito através de parcerias e é dessa forma que estamos conseguindo qualificar a nossa população”, disse.

Vale lembrar toda quinta-feira, o analista do Sebrae, Fabrinio Peçanha, atende das 9h às 16h, na sede da secretaria de Trabalho e Renda, localizada à Rua dos Passos, 512, Centro. Os atendimentos são agendados previamente através do telefone: 0800 570 0800. O objetivo é orientar quem tem ou quer um montar um negócio, além de proporcionar a todos os interessados várias opções de capacitações e treinamentos.

Fonte: Secom - SJB


Prefeitos querem mais agilidade nos cálculos da ANP

Prefeitos dos municípios produtores de petróleo vão bater na porta da ANP (Agência Nacional de Petróleo), no Rio de Janeiro. Os prefeitos e secretários de Fazenda têm audiência agendada para às 10h desta sexta-feira na diretoria de Participações Governamentais. Eles vão acompanhados do presidente da Ompetro (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo da Bacia de Campos), Doutor Aluizio, prefeito de Macaé, que convocou os prefeitos para juntos pedirem agilidade nos cálculos das perdas que as Prefeituras estão tendo nos repasses de royalties de petróleo entre 2013 e 2014, bem como as previsões para 2015 e 2016. O objetivo dos cálculos é permitir que as Prefeituras possam dar encaminhamento do processo de antecipação de royalties e minimizar o impacto decorrente da redução das receitas em função da crise econômica, que afeta todo o Brasil.
De acordo com o convite do presidente da Ompetro, a pauta da reunião será com o diretor de Participações Governamentais da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Waldyr Barroso. De acordo com o segundo secretário executivo da Ompetro, Marcelo Neves, “durante a reunião na ANP os prefeitos irão ressaltar a importância do recebimento das previsões de repasse de royalties já protocoladas por cada município junto ao órgão, para que de posse dos cálculos, as Prefeituras possam dar prosseguimento à operação financeira de alienação dos recursos que já estão em andamento, mas no entanto carecem da documentação.
Não é a primeira vez que Doutor Aluizio recorre às autoridades federais para agilizar a antecipação dos royalties, em função da crise econômica, que derrubou as receitas dos royalties para os municípios produtores de petróleo, que já acumulam perdas superior a R$ 700 milhões de janeiro até junho. Doutor Aluizio já recorreu quatro vezes, com reuniões na Alerj, com o presidente do Legislativo do Estado, Jorge Picciani, com o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, e recorreu ao ministro da Fazenda, Joaquim Levi. Agora ele recorre ao diretor da ANP, Waldyr Barroso.
A Prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, na condição de vice-presidente da Ompetro, fez a mesma reivindicação à presidente da ANP, Magda Chambriard. Rosinha fez a reivindicação em nome dos prefeitos produtores de petróleo e esteve acompanhada da deputada federal, Clarissa Garotinho e do secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho.
Fonte: O Diário

Cirurgias adiadas por falta de sangue no Ferreira Machado

A unidade do Hemocentro Regional de Campos, que funciona no Hospital Ferreira Machado (HFM), está adiando cirurgias eletivas que não são urgentes e já estavam agendadas, por falta de sangue de todos os tipos sanguíneos. O hemocentro faz um apelo emergencial para que as pessoas posam doar e ajudar nos procedimentos.
A assistente social Cristiane de Barros diz que a unidade, que precisa de uma média de 70 doações por dia para manter o estoque equilibrado, tem recebido cerca de 30 doações diárias. “É importante que as pessoas compareçam ao Hemocentro para fazer a sua doação com frequência, para que o estoque não chegue a este nível crítico em que se encontra, pois não há um substituto para o sangue”, destaca a assistente social. O Hemocentro funciona diariamente, incluindo sábados, domingos e feriados, das 7h às 18h.
Para doar sangue é preciso estar em boas condições de saúde, apresentar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 Kg, idade entre 16 e 69 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas.
Fonte: O Diário
foto: SECOM PMCG

Projeto Minhocário em prol da agricultura familiar em SJB

Objetivando a produção de húmus para fortalecimento da agricultura familiar, a prefeitura de São João da Barra, por meio da secretaria de Agricultura, está desenvolvendo o Projeto Minhocário. Implantado em junho desse ano, ele tem como finalidade a fertilização do solo e, consequentemente, o aumento de produtividade de culturas de hortaliças e frutíferas.

O secretário de Agricultura, Pedro Nilson Alves Berto, ressaltou que o projeto, instalado no Horto Municipal, servirá de unidade demonstrativa para que os produtores possam conhecê-lo e expandir às suas propriedades. “Em breve vamos organizar um dia de campo, quando será feita apresentação do projeto aos agricultores”, comentou Pedro.

– Iniciamos o projeto utilizando 18 mil minhocas vermelhas da Califórnia e iremos alcançar a produção de 500 quilos em dois meses – explicou o secretário, acrescentando que após a multiplicação das minhocas a previsão é que a produção possa chegar a duas toneladas em três meses.

A estrutura é composta por 12 anéis de concreto – com 2 metros de diâmetro e 80 centímetros de profundidade – com fundo revestido de brita e amparados por uma estrutura de madeira e telha. “Estamos utilizando tecnologia de ponta na produção de húmus através da decomposição de matéria orgânica com minhocas específicas que tem despertado o interesse de diversos produtores do município”, disse.

Fonte: Secom - SJB


Bares e restaurantes obrigados a oferecer água filtrada

A partir de agora, bares e restaurantes que se negarem a oferecer água filtrada gratuitamente aos clientes que pedirem, serão penalizados com multa a partir de R$ 542. A Lei 2.424, que obriga os estabelecimentos a oferecer água potável aos consumidores entrou em vigor em 1995, mas não previa sansões em caso de descumprimento. O Projeto de Lei 2.786/14, que propõe a penalidade, é de autoria do deputado André Ceciliano (PT) e foi aprovado em primeira discussão pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na última quarta-feira e publicada no Diário Oficial no dia seguinte.
Em Campos, como em todo o estado, são poucos os consumidores que conhecem este direito. Ainda assim, existem estabelecimentos, mesmo sendo minoria, que respeitam a Lei. Num restaurante na área central este serviço gratuito é oferecido há 15 anos. “Oferecemos água mineral e também cafezinho aos nossos clientes desde o primeiro dia de funcionamento do restaurante. Prezamos pelo bom atendimento. Esforçamo-nos para que os clientes tenham acesso aos seus direitos e sabemos da importância disto”, destacou a proprietária do restaurante, Márcia Ribeiro.
LEI Nº 7047 DE 22 DE JULHO DE 2015
ALTERA A LEI Nº 2424 DE 22 DE AGOSTO DE 1995, QUE OBRIGA BARES, RESTAURANTES E ESTABELECIMENTOS SIMILARES A SERVIREM ÁGUA FILTRADA AOS CLIENTES.
O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,
Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º - Altera o artigo 1º da Lei nº 2424, de 22 de agosto de 1995, que passa a ter a seguinte redação:
"Art. 1º - Os bares, restaurantes e estabelecimentos similares ficam obrigados a servirem água filtrada, de forma gratuita, aos seus clientes.
Parágrafo Único - Será obrigatoriamente filtrada a água natural potável não mineral de que trata o caput deste artigo."
Art. 2º - Acrescente-se um artigo 1-A à Lei nº 2424, de 22 de agosto de 1995, com a seguinte redação:
"Art. 1-A - Os estabelecimentos de que trata a presente lei ficam obrigados a afixarem cartazes informando sobre a gratuidade de água potável filtrada."
Art. 3º - Acrescente-se um artigo 2-A à Lei nº 2424, de 22 de agosto de 1995, com a seguinte redação:
"Art. 2-A - Os estabelecimentos que descumprirem a presente lei estarão sujeitos às sanções da Lei Federal nº 8078/1990 (Código de Defesa do Consumidor)."
Art. 4º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
Rio de Janeiro, 22 de julho de 2015
LUIZ FERNANDO DE SOUZA
Governador
Fonte: O Diário / Migalhas.com.br

Sanjoanense é exemplo de dedicação à atividade agrícola

O agricultor Luciano Machado da Silva, 45 anos, é casado e pai de uma menina. Nascido e criado em São João da Barra, ele é conhecido na cidade por sempre vender hortaliças em sua bicicleta. Luciano tem seu próprio terreno na Água Santa, onde cultiva seus produtos. Em uma conversa com o SJB Online Luciano contou que o interesse pela agricultura vem desde pequeno, já que cresceu convivendo com a atividade.
Há quatro anos o agricultor decidiu investir no cultivo hidropônico, que consiste na plantação sem solo, mas revela que no começo foi muito difícil e que constantemente faz pesquisas para aprender mais. “O solo e clima não são como antigamente, a tendência é só piorar. Vai aumentando o aquecimento, pragas, doenças. Por isso eu decidi implantar esse sistema. Olhando assim parece ser fácil, mas não é. Tem que lidar com temperatura d’água, principalmente no verão. O PH, os nutrientes, tem que ser tudo balanceado para não ficar forte, intoxicar a raiz e matar a planta, ou fraco para não sofrer com falta de nutrientes. É tudo um processo que você vai aprendendo com o tempo”. Por não ter a orientação de um profissional, no começo o investimento em um cultivo diferente fez com que Luciano perdesse boa parte da plantação.
Hoje em dia, o agricultor tem uma grande produção e cultiva rúcula, agrião, alface, alface roxo, pepino japonês e outras verduras, além de fornecer para restaurantes e lanchonetes da cidade, como o Hortibom Plus, Salladamistha, Paulo Castro, Damião, Loira e Mistureba.
Ao falar sobre o segredo da expansão das vendas, Luciano diz que é só não ter pressa e que é preciso ter cabeça. “Eu criei uma base com o decorrer do tempo. Trabalhei muito em rua e adquiri conhecimento com as pessoas. Tem que ter educação, tratar bem e se dar bem com as pessoas. É um processo que você vai adquirindo na vida e isso tudo vai somando. Você começa lá debaixo e depois vai subindo, mas não pode deixar o dinheiro fazer sua cabeça”, finaliza.
Fonte: http://www.sjbonline.com.br/comunidade/sanjoanense-e-exemplo-de-dedicacao-a-atividade-agricola

Foto: Mariana Oliveira














Foto: Mariana Oliveira
Foto: Mariana Oliveira

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Campanha de Prevenção à Hepatite será intensificada

Celebrado com uma série de ações na última terça-feira, 28 de julho, o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais marcou em São João da Barra uma nova etapa na luta contra a doença. A secretaria de As,úde estenderá, a partir de agosto, a nove unidades do Estratégia Saúde da família (ESF) – antigo PSF – agendamento para testagem sorológica de hepatites B e C, que já acontece na Policlínica.

A intenção da campanha de combate à hepatite, de acordo com a secretária de Saúde de São João da Barra, Denise Esteves, é promover a orientação, prevenção e o diagnóstico precoce, podendo ser garantido ao paciente o tratamento com a medicação necessária. “Desde janeiro mais de 300 atendimentos foram disponibilizados e agora, com a descentralização, a tendência é aumentar esse número”, disse a secretária.

Segundo a coordenadora municipal do Programa DST/AIDS, Hélia Carvalho, paralelo à campanha é oferecida testagem sorológica para HIV. “Treinamos e capacitamos nossa equipe para melhor atender a demanda de testagem sorológica para HIV, sífilis (VDRL) e hepatites B e C”, ressaltou.

– Interessados em realizar o exame devem procurar o ESF mais próximo de sua residência portando documento com foto – informa o Coordenador da Atenção Básica de Saúde, Claudiomar Alves, lembrando que, sem o teste, a pessoa que tem o vírus só vai sentir sintomas quando a doença estiver em estágio muito avançado.

Hepatite – Considerado pelo Ministério da Saúde um grave problema de saúde pública, a hepatite é uma inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam os sintomas predominantes, como cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Contra as hepatites A e B existe imunização, a primeira para crianças entre 1 e 2 anos de idade e a segunda, em três doses, para quem tem até 49 anos. As duas vacinas podem ser tomadas durante todo o ano nos postos de vacinação do Sistema Único de Saúde. A transmissão da hepatite C, causada pelo vírus HCV, se dá pelo sangue contaminado, por relação sexual, de mãe para filho e em ambiente hospitalar.
Fonte: Secom - SJB


Direção do IFF cobra soluções na BR 356


Arnaldo Neto / Folha da Manhã
Foto: Genilson Pessanha 
A direção do Instituto Federal Fluminense (IFF) de São João da Barra, em comitiva com representantes de funcionários e alunos, foi a Brasília na última terça-feira (28) para pedir ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) uma solução para o controle de velocidade no trecho da BR 356 onde fica a unidade sanjoanense. Segundo o diretor do IFF em SJB, Valter Sales, o Dnit Brasília firmou compromisso de enviar o superintendente do Rio de Janeiro, Fabio Moulin, até o local na próxima semana. No último dia 13, Fabio, em reunião com representantes sanjoanenses, disse que quebra-molas e sinalização de redução de velocidade seriam colocados no trecho da rodovia em 15 dias, o que não aconteceu.
— Não nos restava alternativa. Após o prazo pedimos ajuda ao MEC (Ministério da Educação) em Brasília e fomos apresentar a nossa situação ao Dnit. Estamos na expectativa de receber o superintendente estadual na quarta ou na quinta da semana que vem. A possibilidade de um radar eletrônico, negado na reunião que ocorreu no Rio, chegou a ser ventilada — afirmou Valter.
O acordo não cumprido pela superintendência do Dnit no Rio foi firmado devido à comoção e repercussão da morte da jovem Fernanda Meirelles, de 16 anos, em um acidente envolvendo moto e carro, quando a estudante e sua mãe saíam do IFF no dia 9 de julho. O fato gerou revolta e cobranças por intervenções na BR, uma vez que pais de alunos discutiram em reunião no mesmo dia na instituição o perigo que os alunos corriam à margem da estrada.
Manifestações foram realizadas em SJB. Na primeira, dia 10 de julho, uma sexta-feira, representantes de pais, alunos e funcionários do IFF estiveram na frente da Câmara e da Prefeitura. Como os vereadores tinham uma sessão extraordinária no dia, eles conversaram com os manifestantes e acordaram uma reunião no escritório do Dnit em Campos, na mesma sexta, na qual participaram também secretários municipais. Nada foi decido.
O deputado estadual Bruno Dauaire (PR) conseguiu agendar para a segunda-feira seguinte uma reunião no Rio, que contou também com a presença do prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), vereadores e secretários municipais, representantes de pais, alunos e funcionários do IFF. Fabio Moulin, então, acordou algumas das intervenções solicitadas. A promessa, como a de quebra-molas, não saiu do papel.
Dnit Rio — A equipe tentou contato com o superintendente do Dnit no Rio de Janeiro, por email, para saber o porquê do acordo firmado não ter sido cumprido, mas não obteve retorno. À tarde, foi feito contato por telefone com o órgão, mas a informação era que o superintendente não estava. A demanda foi encaminhada ao engenheiro Fernando Correia, que também não respondeu até o fechamento da edição.

Pescador gravemente ferido em alto mar após ser atingido na cabeça por guincho de embarcação


Um pescador identificado pelas iniciais A.C.O., de 40 anos, que estava em alto mar a bordo de uma tainheira, ficou gravemente ferido após o cabo de um guincho atingir sua cabeça no final da manhã desta terça-feira (28/07), por volta das 11h, próximo à Praia do Farol de São Tomé, em Campos.
De acordo com as informações de pescadores da Praia do Farol, para que a vítima fosse socorrida o barco teve que seguir até a costa campista, onde uma ambulância o socorreu para o posto de saúde da praia. Na unidade, foram realizados os primeiros atendimentos e em seguida o pescador foi transferido para o Hospital Ferreira Machado (HFM).
Segundo informações da administração do pronto socorro do HFM, o pescador deu entrada na unidade e está na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), com traumatismo craniano, em estado grave.
Fabiana Henriques - Farol de São Tomé.Vítima foi levada para o Hospital Ferreira Machado
Fonte: Ururau

BNDES aprova financiamento de R$ 2,8 bilhões para Prumo

A Prumo divulgou nesta quarta-feira (29/07) que a Porto do Açu Operações S.A. (subsidiária da companhia) recebeu carta com a aprovação definitiva da diretoria do BNDES referente ao alongamento e alteração da estrutura de sua dívida de curto prazo. O documento prevê a extensão do período de carência e do vencimento da dívida para 18 anos.
A aprovação estabelece o financiamento de longo prazo de R$ 2,8 bilhões, dos quais R$ 2,3 bilhões serão desembolsados no momento da assinatura do contrato. Este montante será repassado pelos Bancos Santander e Bradesco e será integralmente utilizado para a amortização dos empréstimos-ponte concedidos anteriormente pelo banco. Os R$ 500 milhões restantes, destinados a investimentos pára a conclusão da obra do porto, serão repassados por um terceiro banco, ainda a ser definido. O prazo de financiamento será de 18 anos (com vencimento em 2033), sendo 4 anos de carência e 14 anos de amortização. A operação será concluída com a assinatura dos contratos.


A Prumo Logística possui uma dívida de R$ 3,3 bilhões. Deste total, R$ 2,3 bilhões são referentes a esta dívida de longo aprovada pelo BNDES e R$ 1 bilhão com a emissão de debentures de longo prazo.
"Eliminar a diferença entre os nossos contratos de longo prazo e as nossas obrigações de curto prazo, permitirá a Prumo prosseguir com o desenvolvimento comercial e a atração de novos clientes para o Porto do Açu. Desde o investimento do EIG e a reestruturação da companhia em 2013, conseguimos transformar um projeto parcialmente construído em um complexo portuário totalmente operacional, pronto para a instalação de empresas. Concluímos este processo no prazo e dentro do orçamento previsto, permitindo o suporte financeiro dos nossos credores, e estamos muito orgulhosos com esta conquista", disse Eugenio Figueiredo, CFO da Prumo.
Desde o início da operação do Porto do Açu no último ano, a Prumo assinou importantes contratos comerciais e ampliou suas operações com o desenvolvimento de novos terminais. Entre eles está a operação do Terminal de Petróleo (TOIL) do Porto do Açu, prevista para o próximo ano com o transbordo de petróleo para a BG.
Além disso, a empresa iniciou nesta semana a operação do Terminal Multicargas (TMULT) com o contrato com a Votorantim Metais para a exportação de bauxita. O terminal tem capacidade para movimentar 4 milhões de toneladas por ano de granéis sólidos, contêineres e veículos e a Prumo está em negociação com outros clientes âncoras.
A Edison Chouest (ECO) está desenvolvendo no Porto do Açu a maior base de apoio offshore do mundo, para atender a um contrato já assinado com a Petrobras. A previsão é que a unidade da ECO comece a operar no final deste ano, possibilitando que o Porto do Açu atenda praticamente todas as empresas do setor de O&G que operam atualmente ou estão à procura de novas operações no Brasil.



As unidades da NOV, Technip e Wartsila já iniciaram suas operações no porto e estão atualmente produzindo e entregando equipamentos para os projetos offshore da Petrobras.
Além disso, a BP-Prumo (joint venture 50% Prumo e 50% BP) vai começar a distribuição de combustível marítimo no Porto do Açu no início de 2016.
Estas operações são parte da estratégia da Prumo para entregar soluções logísticas inigualáveis para o setor de O&G e outros clientes industriais, reduzindo os custos e contribuindo para a competitividade da indústria brasileira em uma base global.

O prazo de financiamento será de 18 anos, sendo 4 anos de carência e 14 anos de amortização Foto: Ururau


Prefeito é agredido durante entrevista; agressor diz que estava “com raiva” dele


Washington Quaquá foi agredido durante entrevista. Reprodução/G1
Washington Quaquá foi agredido durante entrevista. Reprodução/G1
O prefeito de Maricá, no litoral do Rio, e presidente do Partido dos Trabalhadores no estado do Rio de Janeiro, Washington Quaquá, foi agredido com um chute nas costas na manhã desta quarta-feira (29) durante uma entrevista concedida a uma equipe de reportagem de uma afiliada da Globo, no Centro da cidade. O agressor foi contido por pessoas que estavam no local e levado para a 82ª Delegacia de Polícia. O cinegrafista também foi derrubado no momento da agressão que aconteceu por volta das 10h dentro da rodoviária. Segundo a repórter Renata Igrejas, o homem ficou preso em flagrante e vai responder por lesão corporal.
As primeiras informações são de que o prefeito teria sofrido um corte no rosto. O tema da entrevista era a polêmica dos ônibus gratuitos oferecidos à população pela Prefeitura e que foram proibidos pela Justiça de circular. A frota da Empresa Pública de Transportes (EPT) continua nas ruas por determinação de Washington Quaquá. A multa diária pelo descumprimento foi fixada em R$ 20 mil.
Reprodução/Facebook
Prefeito sofre ferimentos leves. Reprodução/Facebook
“Agredi mesmo. Estava cheio de raiva dele”, assume agressor do prefeito de Maricá
Antônio Pedro Barcellos Ribeiro, de 20 anos, confessou a agressão ao prefeito de Maricá e justificou o ato dizendo que estava com raiva porque a avó está internada entre a vida e a morte numa unidade municipal.
Em entrevista ao jornal local Lei Seca Maricá(vídeo abaixo), o jovem diz ainda que levou um chute de Quaquá depois de já estar imobilizado. “Ele rouba todo mundo. Minha avó está internada lá entre a vida e a morte, por causa de uma médica lá que nem médica é. Agredi mesmo. Estava cheio de raiva dele mesmo. E, comigo amarrado no chão, ele me deu um bico na cara”, contou Antônio Pedro.
O agressor foi encaminhado para 82ª DP (Maricá).

Campos: ruas do Centro interditadas a partir desta sexta-feira

As interdições acontecem por causa dos festejos da Festa do Santíssimo Salvador

O Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT) ) interdita, a partir desta sexta-feira (31), diversas ruas e avenidas do Centro da cidade. As alterações no trânsito ocorrem devido aos eventos religiosos e populares da 363ª Festa do Santíssimo Salvador. A interdição acontecerá até o dia próximo dia oito – último dia de festa.

Desde a última segunda-feira (27), o palco oficial está sendo montado na Praça das Quatro Jornadas. Por essa razão, a avenida Alberto Torres está interditada. Quem não gostou da interrupção  “antecipada” foram os taxistas que aguardam os clientes no entorno do principal cartão postal da cidade.


Para Ivanildo Gomes não há necessidade de montar o palco com tanta antecedência. “Estamos muito prejudicados com a montagem desse palco. Aumenta o percurso e os clientes reclamam. Pode parecer bobagem, mas no taxímetro faz diferença mesmo. Cobramos de acordo com o que indica o aparelho, mas estamos sendo obrigados a ter bom senso para não perder a clientela”, ressaltou o taxista.  


De acordo com o site oficial do município, a programação começa no dia seis de agosto - dia do padroeiro da cidade. Já nesta sexta-feira, as ruas 21 de Abril - no trecho entre a rua Governador Teotônio Ferreira de Araújo e a Praça São Salvador; além da rua Lacerda Sobrinho - no trecho compreendido entre a rua João Pessoa e a Praça São Salvador - estarão interrompidas para o trânsito de automóveis. A interdição será necessária para a montagem das barracas”, afirmou o diretor de Projetos Viários do IMTT, Paulo Dias.


Comandante da GCM, Wellington Levino informou que guardas atuarão nos pontos de interdição, garantindo o bloqueio das ruas e indicando os atalhos possíveis. Os motoristas que trafegarem na rua Tenente Coronel Cardoso no sentido à Lacerda Sobrinho terão como alternativa seguir pela João Pessoa até a Avenida José Alves de Azevedo. Para os veículos que seguirem a rua 21 de Abril, a opção será seguir pela Teotônio Ferreira de Araújo no sentido à João Pessoa, de onde seguirá para a Avenida José Alves de Azevedo.



Patricia Barreto
Jornal Terceira Via

Usuários do CAPS visitam exposição na Câmara de SJB


A Câmara de Vereadores de São João da Barra recebeu na tarde desta terça-feira (28), a visita de 14 usuários do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I) Antônio Carlos Alves Novas, com sede em Atafona. O grupo participou do projeto “Câmara Cultural”, que está sendo desenvolvido pelo Legislativo, com o tema “Conhecendo o nosso município: Cajueiro e Degredo”.

Os usuários assistiram a um vídeo do historiador Fernando Antônio Lobato sobre a história das duas localidades. Em seguida, conduzidos pela sanjoanense, Ana Carolina Lopes, apreciaram a exposição de fotos e produtos típicos daquela região e interagiram bastante. Alguns aproveitaram para fazer perguntas sobre outros assuntos, como o trabalho dos vereadores.

No início, o grupo recebeu informações sobre o funcionamento do Legislativo, a composição da Mesa Diretora e observou a galeria de ex-presidentes. Ao final, sentaram-se nas cadeiras dos parlamentares e simularam uma sessão ordinária. “Gostei de tudo o que vi aqui hoje”, disse o usuário Aryaldo Lopes Gomes, 50 anos. “O bom foi eu vir aqui (sic)”, completou o seu colega, Manoel José de Souza, 50 anos.

Segundo a coordenadora de Saúde Mental do Município, Elizabeth Senra, o grupo estava muito ansioso pela visita. “O CAPS é um trabalho de resgate da cidadania, e a possibilidade de ser recebidos para uma visita como esta é uma conquista muito grande para eles”, explica Elizabeth, que também é subsecretária de Saúde do Município.

O “Câmara Cultural” foi aberto ontem, mas a exposição continua em cartaz até a próxima sexta-feira (31), das 8h às 17h, com entrada franca. Entre as imagens, diversas peculiaridades sobre Cajueiro e Degredo: frutas, castanha de caju, o trabalho da Associação de Costureiras (Costurarte), escolinha de futebol, propriedades rurais, a tradicional festa de Santa Maria, o saudoso padre Theodoro Gomes Paes.

A exposição reúne, ainda, fotos antigas, como a da capela de Santo Antônio, em Cajueiro e a Casa Sincera, um dos estabelecimentos comerciais mais antigos de Degredo. Destaque também para a Escola Estadual Dr. Olímpio Saturnino de Brito, na época em que ela ainda era chamada de Escola Isolada de Santa Maria (em 1946). Curiosamente, essa escola, em 1966 recebeu outro nome: Escola Reunida de Santa Maria. Só em 1969 foi que ela recebeu o atual nome.


Ascom Câmara SJB

Idosos participam de mais uma oficina de artesanato

Realizada no Retiro São João Batista, iniciativa é uma parceria entre secretaria de Trabalho e Renda e CAASB
Idosos assistidos pelo Retiro São João Batista, em São João da Barra, participaram nesta quarta-feira, 29, de mais uma oficina de artesanato promovida por meio de uma parceria entre a secretaria municipal de Trabalho e Renda e a Casa do Artesão Alcimar Simões Bomgosto (CAASB). A iniciativa visa a valorização dos idosos e a promoção da inclusão social e emocional através do resgate da convivência em grupo, além da troca de experiências.
A intenção, de acordo com o secretário de Trabalho e Renda, Luiz Paulo Ferreira Madureira, é trabalhar a terapia ocupacional em grupo, proporcionando aos maiores de 60 anos a mudança da rotina através das atividades artesanais desenvolvidas, além da formação de novos artesãos.
“Desta forma estamos contribuindo substancialmente para a melhoria da qualidade de vida dos idosos assim como para suas habilidades psicomotoras e cognitivas, além de, evidentemente, representar um modo de valorizar os idosos”, disse o secretário.




Secom SJB

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Pescadores de Atafona articulam manifestação para fechar Porto do Açu

As dificuldades que os pescadores de Atafona têm enfrentado (veja o vídeo) para conseguir passar pela barra — canal de acesso ao mar — ganhou destaque neste mês de julho, com recorrentes cenas de barcos encalhados na foz do Paraíba. Com o rio perdendo força, bancos de areia estão se formando e bloqueiam a passagem dos barcos. A classe pesqueira já se reuniu (aqui) no último dia 9 com representantes das secretarias de Pesca, Maio Ambiente e Obras de São João da Barra, por intermédio da vereadora Sônia Pereira (PT), para debater o assunto e buscar uma solução. Somente na última semana, três barcos ficaram encalhados na foz. Eles alegam que, de imediato, seria necessário a dragagem da área, feita por um navio que executou o serviço de aprofundamento e a abertura de um canal no Porto do Açu.

De acordo com o secretário de Pesca do município, Joel Serra, o secretário de Obras, Marcos Sá, já apresentou um projeto para desobstrução do canal de navegação e uma reunião com o prefeito Neco (PMDB), agendada para esta segunda-feira (27), vai discutir os próximos passos em busca de uma solução para o problema. “Na segunda-feira teremos uma reunião com o prefeito Neco, os secretários de Obras e de Meio Ambiente. Estamos recolhendo assinatura dos pescadores, para anexar um abaixo assinado ao projeto. Uma coisa é certa, do jeito que está não dá para ficar”, relatou Joel.

Em vídeo publicado nas redes sociais (aqui), os pescadores mostram as dificuldades encontradas para passar pelo canal até mesmo com a maré cheia. No áudio, é possível ouvir seus relatos e o aviso que irão organizar uma manifestação em frente à Prefeitura e a ameaça de fechar o Porto do Açu caso uma solução imediata não seja apresentada.

Os pescadores acreditam que a Prumo e outras empresas do Porto devem participar do projeto, como forma de medida compensatória aos impactos do empreendimento na principal atividade econômica de Atafona. Além disso, eles alegam que se o canal fechar, o entreposto pesqueiro — apresentado como plano de compensação da ainda LLX em 2009 —, com obras que se arrastam desde 2012, ficaria inutilizável, se um dia ficar pronto. “Era só a draga que eles usam no Açu vir aqui e abrir o canal de navegação. A gente sabe que isso (a barra fechar) é a força da natureza, mas precisa ser feito alguma coisa para ajudar o pescador”, relatou Carlos Pereira, ex-vereador e proprietário de embarcações.
Fonte: Blog do Arnaldo Neto / Folha da Manhã




sexta-feira, 24 de julho de 2015

Pílula do dia seguinte antiaids começa a ser distribuída

Ministério vai lançar um aplicativo em dezembro com orientações sobre os postos de distribuição

















O uso unificado da "pílula do dia seguinte" para aids começou a valer a partir de quinta-feira (24). Com a publicação no Diário Oficial da União do novo protocolo de diretrizes terapêuticas, todas as pessoas que tiverem enfrentado uma situação de risco para o vírus HIV passam a ter acesso aos medicamentos antiaids em qualquer serviço especializado.

A profilaxia pós-exposição, como o tratamento é chamado, é indicado para todos que tiveram risco de contato com o vírus causador da aids. Isso pode acontecer tanto num acidente ocupacional, como médicos ou enfermeiros que tiveram contato com sangue de paciente, quanto com vítimas de violência sexual ou pessoas que tiveram relação sexual desprotegida. Para ter eficácia, no entanto, o tratamento, feito ao longo de 28 dias, tem de ter início no máximo até 72 horas após a exposição ao vírus. O ideal é que ele seja iniciado nas primeiras duas horas após a exposição.

O objetivo da nova estratégia é facilitar o acesso e, principalmente, evitar a recusa de alguns serviços de fornecer a terapia, eficaz para prevenção da doença. "Antes da mudança, havia o entendimento incorreto de que um serviço especializado poderia atender apenas a um grupo determinado", afirmou o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita.

Com isso, serviços que prestam atendimentos a vítimas de violência, por exemplo, alegavam que só poderiam fornecer remédios às mulheres ali atendidas. "A maior parte das recusas ocorria para pessoas que recorriam ao serviços depois de manter relações sexuais desprotegidas", completou Mesquita.

O Ministério da Saúde não tem estimativa de qual será o impacto da mudança. Para facilitar o acesso aos serviços, o Ministério vai lançar um aplicativo em dezembro com orientações sobre os postos mais próximos de distribuição. Além de centros de serviços especializados em DST-Aids, em algumas cidades antirretrovirais são fornecidos também em unidades de emergência. "Nos casos de serviços 24 horas, a distribuição de medicamentos não é feita para 28 dias. Os serviços dão o suficiente para três ou quatro dias de terapia e pedem que o paciente retorne, num segundo momento, para pegar o restante."

A terapia começou a ser ofertada no Sistema Único de Saúde nos anos 90, inicialmente para profissionais de saúde que tiveram contato com materiais contaminados ou sob risco de contaminação. Em 1998, a terapia foi estendida para vítimas de violência sexual e, em 2011, passou a ser ofertada também a todos os que tiveram uma relação sexual desprotegida.

Conferência
Mesquita, que está na Conferência Internacional de Aids, em Vancouver, no Canadá, contou que neste ano o Brasil definirá a estratégia para outra forma de prevenção à doença: o uso dos antiaids antes da relação sexual desprotegida. Neste caso, em vez de "pílula do dia seguinte", os remédios agiriam como uma "vacina".

Hoje, dois estudos estão em andamento, para verificar a adesão de voluntários. "A eficácia da terapia pré-exposição está comprovada. O que observamos é o comportamento de pacientes voluntários, se eles mantêm o uso de remédios, se aprovam a estratégia", contou. Resultados de estudo conduzido na Fiocruz foram animadores. A ideia é definir se a estratégia pode ser incluída no programa brasileiro a partir de 2016.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Estadão Conteúdo

A Secretaria de Trabalho e Renda de SJB oferece vagas de emprego, na próxima Segunda(27) e Terça(28).


A Secretaria Municipal de Trabalho e Renda de São João da Barra, está oferendo vagas de empregos destinadas exclusivamente para sanjoanenses.

As vagas são para função de processo de industrialização. Solicita-se que os candidatos tenham experiência em todo processo industrial, como o utilizado na Empresa Thoquino. As vagas são para trabalhar em Campos dos Goytacazes.

Os candidatos devem ter experiência nos equipamentos: 

- Lavadora de frascos automática;
- Túnel de esterilização de frascos;
- Autoclaves;
- Enchedora de frascos;
- Rotuladora;
- Conhecimento em processos de embalagem manual
- Desejável noções de mecânica e eletromecânica
- Conhecimento de Boas Práticas de Fabricação (BPF).

Qualificações requeridas: 

Ø  Ensino Médio completo (obrigatório);

Os candidatos devem especificar sua experiência no currículo e levá-lo à Secretaria de Trabalho e Renda, na Rua dos Passos - Centro / SJB, na próxima segunda e terça feira nos horários das 9 às 17 horas. Para maiores informações o telefone é 2741-8532.

Fonte: Secretaria de Trabalho e Renda de SJB.






Obesidade infantil: nutricionista alerta sobre má alimentação


Uma em cada três crianças brasileiras está acima do peso e nutricionista comenta realidade de Campos


















Um estudo divulgado nesta semana aponta que uma em cada três crianças brasileiras entre cinco e nove anos está acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A realidade do país também pode ser notada em Campos e, segundo a nutricionista Ana Carolina Chatel Cunha, o alto consumo de produtos industrializados e as brincadeiras que consomem pouca atividade física podem colaborar para estes índices.

O número dos meninos obesos chega a 16,6%, enquanto as meninas alcançam a média de 11,8. Ainda segundo a OMS, se nenhuma medida for tomada, até 2025 a expectativa é que haja 75 milhões de crianças com sobrepeso e obesidade no país. “Em Campos não temos estatística sobre isso, mas pelas crianças que atendo percebo que realmente o índice nesta faixa etária está acima do peso e com alterações nos exames laboratoriais, como taxas mais altas de colesterol e triglicerídeos. Acredito que as crianças estão mais sedentárias também por causa dos brinquedos tecnológicos, que consomem menos energia delas”, disse a nutricionista Ana Carolina Chatel.

Além da pouca atividade física, outro fator preocupante é a alimentação dos pequenos. Para a nutricionista, o alto consumo de fast-food e produtos industrializados colaboram para uma dieta mais calórica e menos saudável. “Os pais têm a vida corrida e acabam oferecendo alimentos processados para os filhos. As propagandas também incentivam as crianças ao consumo de lanches desde muito novos e isso prejudica. Mas quem permite a ingestão destes produtos são os pais. Eles devem ter o controle”, disse a médica.

Mas, se alguns responsáveis precisam prestar mais atenção ao que os filhos estão comendo, outros cuidam para que eles não façam parte da estatística. “Meus filhos têm cinco e seis anos e estão dentro do peso ideal, mas percebo que o mais velho tem mais apetite. Além disso, eles têm a genética da obesidade na família e eu tenho a preocupação dobrada. Eu poderia facilmente oferecer produtos industrializados e alimentos prontos, porque minha rotina é cheia, mas evito dar massa, biscoitos recheados e refrigerante. No lanche do colégio sempre mando fruta”, disse Patrícia Alves, mãe de Afonso (cinco anos) e Ivan (seis anos).

Juntos por uma alimentação saudável

Segundo a nutricionista Ana Carolina, é preciso que as crianças tenham pouco acesso aos produtos menos saudáveis. Para isso, o apoio e disciplina dos pais na hora das compras são indispensáveis. “Se as crianças têm muitas guloseimas em casa, cabe aos pais reduzir este consumo e oferecer alimentos mais saudáveis. As crianças são reflexos dos pais e eles que são os responsáveis, porque elas não têm o poder de compra. A experiência que eu tenho no consultório é que as crianças aceitam bem as mudanças alimentares e acabam comendo o que é indicado pelos pais. Se todos os dias eles derem uma fruta e colocarem uma verdura no prato, as crianças vão se acostumar com o tempo”, informou a profissional.

Para a mãe dos pequenos Ivan e Afonso, a colaboração da escola também é importante para que as crianças se alimentem bem. “Na escola dos meus filhos, uma vez por semana eles incentivam que a gente mande o lanche 100% saudável. Gosto desta parceria e até ajuda a gente a pensar em alimentos melhores. A sociedade precisa ter a consciência por igual e não só dentro de cada casa. Às vezes nos acomodamos com nosso pouco tempo disponível e esquecemos o principal, que é a saúde deles”, contou Patrícia. 

Priscilla Alves
Folha da Manhã