Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

sábado, 25 de novembro de 2017

Alunos de SJB participam da XI FECTI

Alunos e professores das escolas municipais Elysio de Magalhães (Barcelos), Amaro de Souza Paes (Grussaí) e José Alves Barreto (Mato Escuro) participam neste final de semana da XI Feira Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação (FECTI), que será realizada no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, campus Maracanã, Rio de Janeiro. O evento é promovido pela Fundação Cecierj, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social.
Os estudantes sanjoanenses tiveram seus trabalhos selecionados pela colaboradora da Fundação Cecierj, Sônia Camanho, durante a VI Feira Municipal de Ciências, Tecnologia e Inovação (FEMUCTI). O projeto, coordenado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec), reuniu estudantes do 2º segmento para mostra de trabalhos científicos, desenvolvidos nas unidades escolares.
“Estamos motivados por ver os alunos da rede municipal empenhados na busca do conhecimento, e acreditando na Ciência para encontrar respostas para muitos questionamentos, exercitando, assim, o seu raciocínio”, frisou o coordenador de Projetos Educacionais e Ambientais da Semec, Marcelo Almeida.
 Participam da Feira 38 municípios do estado do Rio de Janeiro. Ao todo, 170 experimentos serão avaliados por uma comissão formada por pesquisadores e professores. Os melhores projetos serão premiados. “É um privilégio estar entre os municípios participantes. Estamos nos empenhando e buscando fazer o diferencial na educação de nossa cidade”, afirmou a secretária de Educação e Cultura, Lúcia Siqueira.

Projetos - Durante avaliação na Femucti, o primeiro lugar ficou com a Escola Elysio de Magalhães, que apresentou o projeto “Horta medicinal no ensino de Ciências e Matemática”, apresentado pelas alunas do 7º ano: Ana Karolyna Gomes dos Santos e Loren Sales Gomes, com orientação das professoras: Larissa Bahiense e coorientação de Marcela Alfaiate. A partir do tema “A Matemática está em tudo”, o projeto aborda o uso de plantas medicinais no ambiente escolar como instrumento de aprendizagem no ensino de Ciências e Matemática, concluindo que as atividades práticas facilitam a compreensão de assuntos que podem ser difíceis em sala de aula.
O segundo lugar, “Realidade virtual”, da escola Amaro de Souza Paes, foi apresentado pelos alunos do 6º ano: Júlia Jesus de Souza, Júlia Valentim Gonçalves, Lukas Kelrison Souza Fontana, além do aluno Samuel Vitorino, do Programa Acelera. A orientação ficou com a professora, Patrícia Rodrigues e coorientação com a orientadora pedagógica, Deise Márcia Santos. O projeto tem como objetivo apresentar o funcionamento dessa tecnologia que recria ao máximo a sensação de realidade para um indivíduo, mostrando os pontos favoráveis e desfavoráveis.
O projeto “InovaRural: Ciência, tecnologia e inovação na agricultura”, rendeu o terceiro lugar aos alunos do 7º e 8º anos da Escola José Alves Barreto: Arthur Machado Barreto, Gabriel Almeida da Silva, Karla Libian Rangel da Silva, sob a orientação da professora Aline Marcelino e Coorientação da professora Cláudia Márcia Oliveira. O trabalho foi embasado nas necessidades de uma comunidade agrícola, e buscou a elaboração de um recurso digital, a fim de fornecer informações essenciais para o trabalho agrícola, contribuindo com a agricultura local, por meio da inserção da tecnologia.
“Já somos privilegiados por estar participando deste grande evento, aproveitamos para agradecer a todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem, possibilitando novos saberes”, disse a subsecretária de Educação, Denise Gomes.

Fonte: Secom


0 comentários: