Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

quarta-feira, 8 de julho de 2015

“Suspender o Cartão Cidadão é pressão política”, diz Aluizio Siqueira

O presidente da Câmara de São João da Barra, Aluizio Siqueira (PMDB), comentou sobre a decisão (aqui) do prefeito Neco (PMDB) de suspender o Cartão Cidadão, alegando que seria pela na aprovação do projeto de antecipação dos royalties, o que comprometeria as finanças do município. Segundo Aluizio, a intenção é fazer “pressão política” para que a matéria seja apreciada sem as devidas ponderações.
— O que não foi aprovado foi uma autorização para fazer uma transação. O dinheiro não estaria na conta no dia seguinte, não seria eu, Aluizio, que iria depositar o dinheiro no dia seguinte. Por que cortou o cartão hoje? Por que está querendo fazer uma pressão política, dizendo que eu cortei o cartão. Querem jogar na nossa conta uma responsabilidade deles. Não vejo necessidade de uma medida dessa, já que no início do ano foi empenhado o valor deste programa — afirmou o presidente do Legislativo.
Aluizio voltou a questionar a forma como o projeto foi elaborado e cobrou que mais informações para que seja debatido na Casa. O vereador ponderou também que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode definir este ano pela nova partilha dos royalties e essa possibilidade não foi aventada nem na resolução do Senado, que autoriza a transação, nem pelo projeto enviado à Câmara.
O presidente da Câmara também falou sobre a saúde financeira do município e diz que haveria contradições entre as atitudes do prefeito com discurso adotado no início do ano. “Ele não disse que governou o município com ‘mão de ferro’, que fez economia para enfrentar a crise. O município carece de obras, de atrações, o circuito junino foi o pior de todos os tempos. Não disse no início do ano que não precisaria fazer cortes? Agora ele diz que vai precisar cortar o Cartão Cidadão? Eu acho que ele faltou com a verdade. Onde estão os recursos do município e que foi alardeado superávit de arrecadação?”, questionou Aluizio.
Fonte: Blog do Arnaldo Neto

0 comentários: