Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

quinta-feira, 23 de julho de 2015

São João da Barra recebe quase 9 milhões de Royalties nesta quinta.

Joseli Matias
Foto: Divulgação/Agência Petrobras 
Municípios produtores de petróleo recebem os royalties de julho, referentes à produção de maio, nesta quinta-feira (23). O valor tem novo aumento em relação ao mês anterior, mas mantém grande defasagem se comparado a julho de 2014. Campos terá R$ 39.219.771 depositados, quantia 10,7% superior ao repasse de junho e 25,42% inferior ao do mesmo mês do ano passado. Nesses sete primeiros meses de 2015, o município já recebeu de recursos do petróleo — entre royalties e participação especial — R$ 400.393.693,08, entretanto, acumula perdas de R$ 318.908.294,77 em relação ao mesmo período de 2014.
Na região, os municípios registram aumento médio de 11,9% no repasse deste mês em relação a junho. Em comparação a julho de 2014, a queda média é de 28%. São João da Barra recebe nesta quinta-feira R$ 8.655.160,63, valor 8,68% maior que o depositado em junho, mas 18,28% menor que o repassado em julho de 2014.
Quissamã, que terá R$ 5.148.336,36 depositados em julho, também registra leve crescimento em relação a junho, quando foram repassados R$ 4.596.589,68. Em julho do ano passado, o município recebeu R$ 7.544.437,18. Para Macaé, serão repassados nesta quinta R$ 33.135.275,86. No mês anterior, o valor depositado foi 11,57% menor e em julho de 2014, 19,3% superior.
Apesar do aumento progressivo no repasse de royalties nos últimos meses, o superintendente de Petróleo e Gás de São João da Barra, Wellington Abreu, afirma que o momento ainda é de cautela. “Acredito que as perspectivas não são animadoras para a indústria do petróleo regional e nacional em menos de um ano. Portanto, nada mudou. A crise está aumentando e vai piorar. Infelizmente, é o que prevejo, e a região vai ser muito afetada”, ressaltou Wellington.

Fonte Folha da Manhã

0 comentários: