Slider

Postagem em destaque

Idosos do SCFV visitam Retiro São João Batista

A programação de setembro para os idosos, promovida pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São João da Barra, por meio...

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Petrobras corta hora extra e estuda demissão voluntária de funcionário

Para reduzir os custos, a Petrobras optou agora por corta a própria carne. A petroleira informou em comunicado corporativo que reduzirá em 25% a remuneração dos empregados administrativos, assim como pagará 80% do valor da hora extra, além da transformação de horas remuneradas para participação em curso em banco de hora de treinamento. Se essas medidas não atenderem às proposições de cortes nos gastos, a Petrobras estuda a implantação de um plano de demissão voluntária de seus funcionários.

Todas essas medidas refletem diretamente na economia local. Na região da Bacia de Campos, esses cortes - bem como a colocação em funcionamento do plano de demissão voluntária - significarão em milhões de reais que deixarão de circular. Os petroleiros acreditam que isso representará a “quebra da economia”, tanto do trabalhador quanto do comércio.

Em negociações com sindicalistas no final da semana, a estatal informou a redução de 25% na remuneração dos administrativos - mudança que seria acompanhada com diminuição nas jornadas de trabalho. Com a medida em andamento, a companhia permitiria aos trabalhadores que optassem ou não pela redução de forma individual, sendo a escolha sujeita então à aprovação de seu superior imediato. O corte abrangeria também as horas extras pagas em fins de semana que, pela proposta apresentada, cairiam de 100% para 80% do salário.


Jornal Terceira Via

0 comentários: